Pular para o conteúdo
Voltar

Servidores da CGE relatam experiência na 38ª Corrida de Reis

Como já é tradicional, a CGE-MT teve representantes na maior corrida de rua do centro-oeste
Juliene Leite | CGE-MT

Suélia Inácio, Márcio Costa e Elder Rondon - Foto por: Arquivos pessoais/Montagem Comunicação/CGE-MT
Suélia Inácio, Márcio Costa e Elder Rondon
A | A

O apreço e a dedicação por atividade física, em especial pela corrida, vão além da prática para manter a forma física por muitos servidores da Controladoria Geral do Estado (CGE-MT). Como já é tradicional, a CGE-MT teve representantes na 38ª edição da Corrida de Reis, realizada neste domingo (15.01), em Cuiabá.

Pela segunda vez, o auditor Estado Márcio Costa participou da Corrida de Reis, considerada uma das principais do país e a maior da região centro-oeste. Para Márcio, a corrida possui uma energia divertida e contagiante. Ele ainda destaca a participação dos corredores com fantasias dos mais diversos personagens.

“É a segunda vez que participo. Minha primeira vez foi na edição passada. A energia da Corrida de Reis é única, é bem diferente de outras corridas de rua. Tem uma premiação para a fantasia mais original e isso torna a corrida engraçada e divertida de correr. O percurso também é legal, pois passa pelo centro da cidade e a população fica ao longo da pista apoiando”, elogiou.

Quanto à preparação para a prova e sobre conciliar com a rotina diária, o servidor  da CGE garante que foi tranquilo, já que faz musculação e participa de outras corridas de rua.

“É tranquilo conciliar porque a gente se acostuma com a rotina. Eu faço musculação todos os dias bem cedo e tenho foco em fortalecer os músculos das pernas, para evitar lesões. Ao longo do ano também participo de outras corridas de rua que acontecem na cidade”, frisou o auditor.

Em relação ao desempenho na corrida, Márcio Costa concluiu o percurso de 10km em 1 hora e 8 minutos e planeja ultrapassar esse tempo na próxima edição.  “Melhorei a minha marca do ano passado. Ano que vem eu quero fazer em menos de uma hora. Oremos”, almeja Márcio.

Veterano na Corrida de Reis, o analista de Tecnologia da Informação Elder de Almeida Barros Rondon ressalta que corre em provas de atletismo desde os 18 anos e que sempre gostou de fazer atividades físicas, porém, estava afastado das corridas há alguns anos.

“A minha primeira corrida foi em 2009, quando tinha 18 anos. Sempre gostei da energia da corrida, motiva a começar o ano praticando atividades físicas. Já tinha alguns anos que eu não participava, pois estava muito sedentário”,  contou Elder.

O analista destaca que sua principal motivação para transformar a rotina sedentária foi sua participação no “Desafio Fitness da CGE”, voltado à promoção de uma boa alimentação e ao hábito de atividades físicas para eliminar gordura corporal.

“Após mudar meus hábitos com o Desafio Fitness, tive condições físicas de fazer uma boa prova este ano. A intenção é continuar neste mesmo ritmo. A rotina de exercícios no início é difícil, conciliar o tempo com as demais atividades do dia a dia, mas, depois do período de adaptação, se torna um hábito. O exercício físico me ajudou a melhorar a autodisciplina, aptidão física e autoestima”,  explicou o analista da CGE, que concluiu a Corrida  de Reis deste ano 1 hora e 14 minutos.

A relação da auditora Suélia Inácio de Jesus com a Corrida de Reis também vem já de alguns anos.  Começou a correr na prova de 2018 e não parou mais.

A corrida é sua atividade desportiva preferida. “Essa é quinta Corrida de Reis que participo. Comecei em 2018 e de lá para cá não parei. Participo porque a corrida é muito divertida e gosto muito de correr. Corrida é meu esporte preferido, gosto bastante”, diz Suélia.

No que se refere ao preparo para a prova, a servidora da CGE não realizou treinamento específico, apenas desempenhou a atividade física que executa no dia a dia.

“Não fiz treino específico, pois faço academia, faço musculação. Participei da Corrida de Reis somente com o treino da academia mesmo, praticando musculação que já fazia diariamente. Neste último ano estava mais focada na academia e não estava praticando corridas,” ressaltou, que cumpriu a prova em 1 hora e 3 minutos.

Sobre a corrida

Ao todo, 15 mil pessoas se inscreveram para participar da 38ª Corrida de Reis. O vencedor da prova masculina foi Joseph Tiophil Panga, da Tanzânia. Ele finalizou a corrida em 29 minutos e 56 segundos.

Já campeã na categoria feminina foi a etíope Kebebush Yisma Zewoldemariam. Ela completou os 10 quilômetros de prova em 34 minutos e 25 segundos.